Sal de Castro Marim

Ficha Técnica

Matéria Prima Sal Tradcional

Os métodos de produção do Sal Marinho Tradicional, pela sua higiene e qualidade ambiental, permitem o seu consumo directo para alimentação humana (Sal Tal-Qual).

A sua brancura brilhante, ausência de impurezas e a perfeição dos seus cristais comprovam-no. Pelo contrário, os métodos de produção do sal marinho dito purificado ou refinado obrigam ao seu tratamento e limpeza industrial (sal tratado) para ser possível o seu consumo alimentar.

O Sal Marinho Tradicional, mais puro e aromático que o sal tratado, realça o sabor dos alimentos, apresentando-se naturalmente puro, rico em oligoelementos e minerais naturais, isento de produtos químicos, aditivos, metais pesados, radioactividade e resíduos de pesticidas.

Este sal de alta qualidade, assim como a Flor de Sal, encontram-se protegidos legalmente em Portugal desde 2007 (decreto-lei 350/2007 de 19 de Outubro, regulamentado pela Portaria 72/2008 de 23 de Janeiro), reconhecendo a distinção deste produto e protegendo o consumidor no seu reconhecimento e compra.

Análises

=

ST 2021

=

ST 2020

=

ST 2019

=

ST 2018